Cobranças

O meu sonho me cobrou a saudade do amor qe pensava fosse esquecer.

Acordei ainda tonto e não percebi que o telefone tocava insistentemente.

Levantei tropeçando no escuro, quando peguei o aparelho se calou… maldito!

Desfiei com meus olhos toda a instalação tentando chegar a pessoa do outro lado.

Acendi a luz, Fui até a janela e um casal se amava.

Sentei no chão frio e por ironia encontrei aquele brinco banhado,

a tanto tempo perdido, que te dei.

Tentei justificar o que sentia… seria você ao telefone?

O telefone tocou e ao atender não ouvi sua voz, mas o seu nome foi dito por um estranho…

e a notícia … uma fatalidade.

Era o fim de uma esperança!

Naquele instante, aquele brinco barato teve um brilho de adeus…

Desesperado, mudo e só desejei encontrar justificativas… apenas chorei.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: