Luz ao fim do túnel

Vejo ao longe uma luz diferente,

que só brilha.

É uma luz ao fim do túnel,

e este túnel é o próprio passado.

E esta luz não aquece,

é uma luz fria como um olhar

de alguém abandnado.

Vejo esta mesma luz nos olhos

de um vulto estranho

que possue um segredo perdido

em seu peito.

Este estranho têm um rosto cândido

e parece anjo ou um sonho.

Um sonho sem fim e triste.

E acho que os anjos também são assim.

Mas eu sequer saberei seu nome,

sigo seus passos firmes e pessados,

deixados na areia da paia,

até parece pisam o meu coração.

e entre becos escuros existentes nas dúvidas

e em ciladas que roubam as poucas esperanças

de um futuro certo,

desejo ter ao meu lado,

meus amigos.

Pois neste exato momento

em que me aproximo do reflexo das águas,

vejo que me entreguei aos beijos e insultos

ao primeiro e único amor

que conheço… o meu amor próprio.

Então entendo que estamos

sempre em busca de respostas

para se justificar os erros dos outros.

E ao olhar para frente ainda vejo a luz ao fim do túnel.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: