Tolices

Tolices

Não te amo … não mais.
Mas, já te amei e sofri.
Sofro por não mais te amar,
E você sofre.
Talvez,por pensar que amo a outro alguém.
Outro alguém já não existe…
A não ser na dor que ficou.
(mas dor não é amor.)
Amor é prazer, é sedução, é vontade de vê.
Então já não amo a ninguém.
Sei que não se vive só,
Mas, ao lado de tantas pessoas estranhas morri.
Morri diversas vezes.
Morri nos beijos que traduziam dúvidas.
Morri na desconfiança de paixões possessivas.
O amor não nos faz objeto.
Então, resolvi assumir o rumo da história.
Sou livre.
Ainda que preso as desilusões.
E se de tudo em meu coração
Ainda resta dúvidas se te amo,
Arranco meu coração fora
E coloco uma pedra em meu peito.
Pois ainda não esqueci
O sofrimento ao teu lado,
Nem a solidão longe de ti.
Esta pedra, em meu peito,
É vermelha… é rubi.
O duro rubi dos relógios
Que marcam a eterna espera de horas felizes.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: