Saudade

Vai solta ao vento neste momento,

Por todo canto,

Por descuido ou por acaso,

Uma saudade.

Em cada olhar,

Como uma resposta ao teu silencio.

Oh! tristeza,

Nesta mesa não te cabe lugar,

Nem no meu coração, parte daqui.

Sai pela porta ou pela janela,

Não me importa, mas sai.

Procura teu rumo longe daqui.

Morre ao cruzar o portão,

E não deixa teu corpo no chão.

Jogue-o no rio de lagrimas que outrora chorei.

Me esquece.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: