Athynir

A PRIMEIRA DE TODA AS PERGUNTAS NÃO TEM RESPOSTA E POR ISTO JÁ ESTÁ RESPONDIDA. A DÚVIDA SERIA SOMBRA DO DESCONHECIDO…. DE ONDE VIMOS? POR QUE ESTAMOS AQUI? PARA AONDE VAMOS? E DEPOIS…..
POR NÃO SABER A RESPOSTA TRANSFERIMOS PARA DEUS ESTA RESPONSABILIDADE.
DEUS É O ÍNICIO O O NÚMERO 1(UM). O ALFA E OMEGA DO UNIVERSO INFINITO PARA NÓS E DIAGRAMADO EM DETALHES POR “ELE”. PORÉM QUANDO DEUS CRIA ALGO, ESTE ALGO TAMBÉM É INICIALMENTE DIVINO… OU NÃO?
SE A DUALIDADE DA NATUREZA DIVINA PODE SER MENSURADA ELA É AMBIGÜA E SE REGISTRA NO NÚMERO 2(DOIS).
2 É O REFLEXO DE DEUS, MAS NÃO É DEUS. O REFLEXO TEM LIMITES… ESTE REFLEXO É O HOMEM PURO E IMACULADO, APENAS UMA CRIANÇA FRENTE AO BARRO QUE MODELA AS VIRTUDES E VÍCIOS DO SER HUMANO.
SE HÁ UMA DUALIDADE NESTE SER ELE PASSA A SER IMPURO, E NESTE ATO INDAGATÓRIO O HOMEM PASSA A QUERER SER IGUAL AO CRIADOR, ALMEJA PODER, E RIQUESAS QUE ATÉ ENTÃO NÃO PRECISARIA… O HOMEM PRECISA DE COMPANHEIRA E AMIGOS, POIS NÃO CONSEGUE VIVER SÓ. ESTE É O PRÍNCIPIO DO NÚMERO 3(TRES).
POBRE E PODRE É O HOMEM QUE RENUNCIOU A IMORTALIDADE PARA SER MORTAL… SUA VISÃO EXERGA SEU REFLEXO E ESTE NÃO SE PARECE COM SEU CRIADOR. O HOMEM PRECISA DE ABRIGO, POIS ETA ENVERGONHADO DE SI MESMO… ELE PERCEBE QUE É FRÁGIL E LIMITADO. ABRIGA-SE DENTRO DA TERRA E SE COBRE COM FOLHAS E PELES DE CAÇA, O HOMEM TEM FOME E SUA FOME LEVA A DESTRUIÇÃO DELE E DOS SEUS. NESTE MOMENTO O HOMEM ADORMECE CANSADO DESEJANDO RETORNAR.
É A REFLEXÃO E INTROSPECÇÃO DO CORPO E BUSCA DA ALMA. É O MEIO DA VIDA, O NÚMERO 5(CINCO).

“EIS O PÃO QUE ESTAVA NO CHÃO E FOI PARAR NA MESA PARA SER SOBREMESA DE QUEM NÃO TEVE REFEIÇÃO.”
O HOMEM ACEITA SEUS LIMITES E SE CURVA DIANTE DE TANTOS “DEUSES” QUE CRIA. É O PRINCIPIO DO INCONFORMISMO, O HOMEM SE ALIA A FALSOS DEUSES PARA RECEBER DELES ALGUM BÔNUS DE PODER. É O PRINCÍPIO DOS ANJOS CAÍDOS E EXPULSOS DO CÉU. ONDE UM MITO CRIA OUTRO E ESTE OUTRO UM NOVO E DEPOIS SE CONFRONTAM EM SILÊNCIO.
UM ANJO EXPULSO DO CÉU É APENAS MAIS UM DEMÔNIO. POIS O MAL PODE SER BOM PARA QUEM SOFRE DE MAL MAIOR E SE ALIA A TROPAS TEMIDAS CUJOS NOMES NÃO SÃO CITADOS. É O NÚMERO 6(SEIS).
CADA MISTÉRIO É O PREÇO DE SE TER DESEJADO CONHECER O DESCONHECIDO… ESTE É O NÚMERO 7(SETE). POIS NO SÉTIMO DIA DEUS DESCANSOU E NESTA HORA OS SONHOS FORAM HABITADOS POR CRIATURAS MÁGICAS. HÁ CORRENTES E ESTAS CORRENTES SÃO FEITAS POR PALAVRAS. MAS AS PALAVRAS NÃO PODEM SER CONHECIDAS POR QUALQUER PROFANO, E NOVOS SIGMAS SÃO CRIADOS PARA OCULTAR O QUE FOI GERADO PELA PRÓPRIA PALAVRA. O HOMEM NÃO ENTENDE MAIS AO PRÓPRIO HOMEM. É A RUPTURA DAS RAÇAS, POIS SÓ ASSIM ESTA CORRENTE SE FORTALECE, OS ELOS E PACTOS DO HOMEM É O RPINCIPIO DO NÚMERO 8(OITO).
DIANTE DE ESTRANHOS DESEJA SER DOMINADOR, E ACABA POR ESCRAVISAR E TAMBÉM SER ESCRAVISADO. É QUANDO PERCEBE QUE PODE MATAR, PODE POCRIAR, MAS NUNCA DEVOLVER A VIDA QUANDO ESTA ACABA… CABE ENTÃO O SILÊNCIO, O NÚMERO 9(NOVE) ANUNCIA QUE O CICO DA VIDA ESTA COMPLETO. SE NADA HOUVESSE, AINDA HAVERIA O CRIADOR, E AI O NÚMERO 0(ZERO) É A COBRA ENGOLINDO A SI MESMA, COMO SE NÃO HOUVESSE SENTIDO PARA A VIDA, SENÃO A PRÓPRIA DESTRUIÇÃO COMO ALIMENTO DAS VAIDADES DO CONHECIMENTO.

22:02 (1 minuto atrás)

Jogo de cartas

A vida é um mistério que não nos cabe desvendar. A sorte de cada um faz parte deste mistério. Então, viva bem o dia de hoje, com responsabilidade e sem prejudicar ao próximo… assim você contribuirá para o mundo ser mais feliz sempre. Deus existe e esta dentro de você.

Eu aprendi os mistérios do destino através das cartas

22:02 (1 minuto atrás)

Cartas

AS VEZES NOS ENCONTRAMOS NO MEIO DO CAMINHO. METADE DE NOSSA VIDA JÁPODE TER PASSADO E QUANDO PERCEBEMOS ESTAMOS LONGE DEMAIS DOS NOSSOS SONHOS IDEALIZADORES.
O QUE FAZER ENTÃO? FUGIR? IMPOSSÍVEL, NÃO SE PODE FUGIR DO DESTINO. ENFRENTAR PODE SIGNIFICAR TER QUE RENUNCIAR A RAZÃO E A EMOÇÃO AO MESMO TEMPO.
ENCARAR A CASUALIDADE DA SORTE OU DO SEU REVÉS. NESTE INTUITO O HOMEM BUSCOU RESPOSTAS NAS CIÊNCIAS OCULTAS, NA RELIGIÃO E EM SEUS MAIORES MEDOS.
ESTAMOS FALANDO DO LIVRO DO DESTINO…. ” AS CARTAS “.
(PSICOGRAFADAS POR WLADIMIR – REI DOS CIGANOS E ESCRITO POR ATHYNIR)

22:02 (1 minuto atrás)

OS ELEMENTOS ÁGUA, FOGO, TERRA E AR

UM DEPENDE DO OUTRO. UM ALIMENTA E DESTROE O OUTRO.
1-A ÁGUA É A LÁGRIMA E O SUOR DO CRIADOR. É O PRINCÍPIO DA VIDA E NELA SE REFUGIA A EVOLUÇÃO. É O REFLEXO, O ESPELHO E A TAÇA QUE CONTÉM O NÉCTA DO QUAL SE ALIMENTA ALMAS, ANJOS E TOLOS.
TEM O DOM DA PUREZA.. É O DESAFIO.
2-O FOGO É O PECADO QUE VIVO. A IRA QUE DESTROE E IMPOE LIMITES. É AA FORÇA INCONTROLAVÉL E REBELDE QUE NÃO TEM SENTIDO. É O MOMENTO FUGITIVO E IMPULSIVO QUE DEFRAGA A GUERRA.
3-A TERRA : MÃE DA CRIAÇÃO, MATÉRIA PRIMA DO HOMEM. É O ALIMENTO E A FIRMEZA QUE GARANTE O CENÁRIO DA VIDA E DA MORTE. É O CEDRO DO PODER.
4-O AR : INSPIRA-SE NO PERFUME DAS FLORES. O AR DOCE INSANO E PROFANO QUE É O SOPRO DA VIDA. SÃO DESEJOS A SEREM EXIBIDOS PARA PAIXÕES SECRETAS SEM O AR NÃO HÁ RAZÃO PARA SE SONHAR COM AS ALTURAS.
SUFOCA-SE NUM BEIJO O DESEJO PROIBIDO DE TOCAR OS ANJOS. ENTÃO NO AMOR OU NO ÓDIO SE REÚNE OS QUATRO ELEMENTOS DA VIDA.

22:02 (1 minuto atrás)

Simples como os elementos

A vida é um mistério que não nos cabe desvendar. A sorte de cada um faz parte deste mistério. Então, viva bem o dia de hoje, com responsabilidade e sem prejudicar ao próximo… assim você contribuirá para o mundo ser mais feliz sempre. Deus existe e esta dentro de você.(S2)Todavia aqui na net, neste corredor de ilusões, somos pessoas mágicas, especiais e tudo acontece de forma rapida. espero que haja contiuidade na nossa amizade. Seja bem vindo a este orkut. Quando quizer me chame de amigo, pois farei o mesmo. Que Deus proteja sua familia, seus amigos e seu amor.

22:02 (1 minuto atrás)

Adiv & Etrom


Não tente interpretar a vida diante de um espenho, pois o mundo é bem maior.
Nem tão pouco a morte olhando apenas sua sombra.
Sem luz a imagem refletida não pode ser vista… Só a sombra te acompanha enquanto houver luz.

22:02 (1 minuto atrás)

O templo imaginário

Um dia desejamos sair por ai sem saber aonde ir e sem ter que voltar. Desejamos chegar num lugar além, perfeito onde o tempo não passa. este lugar existe dentro de nós, no mundo dos sonhos e dos desejos.

Para se chegar ao templo imaginário, primeiro é preciso não criar expectativas de lugares já existentes, pois ele é único. O ar é puro, o dia claro e o sol não queima… apenas ilumina. Sons de sinos e cantos de corais de anjos preparam o ambiente. Flores nascem em todas as partes e a água pura é abundate. Não há tribunais para julgar culpas, pois este lugar é santo, imaculado e perfeito. É uma viagem para dentro de seu próprio corpo, no macro universo dos pesamentos.

22:02 (1 minuto atrás)

Athynir › Criar Novo Artigo — WordPress

Athynir “ O livro

Esta obra é um desvio intencional da realidade,

Vista através da riqueza poética e da fantasia. Não há intensão de ser referencia a qualquer pessoa ou religião. A liberdade de ir e vim aos mundos reais, espirituais ou imaginários é um dom discutido por todos. Cabe a qualquer um definir a linha tênue que divide a sanidade e o inexplicável. Acredite ou não essa aventura fantástica foi baseada em fatos reais.

Athynir

Conhecer os mistérios da magia, sempre foi um dos principais objetivos do homem. Ter o poder sobre a vontade do outro, impor sua força através do controle dos mistérios ocultos e reservados apenas aos eremitas de seitas secretas. Secreto também é o desejo de encontrar o criador.Este capítulo fala sobre o sacerdócio vocacional de uma pessoa que durante anos lutou por renegar sua missão.Entender os espíritos não é fácil, pois tão qual os vivos, os mortos possuem opiniões diversas. Ouvir, ver, sentir e falar com o astral parece loucura para quem não vivenciou uma experiência sobrenatural, parece apenas mais um conto de mistério, cuja narrativa é fictícia e eloqüente. – Todavia, mesmo aquele que participa ativamente desta relação entre a vida e a morte, as vezes se deixa levar pela dúvida ou medo de saber que a loucura assombra os pensamentos dos lúcidos e que a barreira entre a normalidade e a loucura é apenas um fato que não merece ser explicado ou compreendido pelo homem.Anjos, demônios e fantasmas caminham juntos sem se preocupar com as referências convencionais, temporais ou cientificas. A lógica de Deus talvez tenha fugido ao mero e frágil entendimento do homem. Simplificar e unificar todo poder em um único ser, é admitir de forma indireta que este poder é almejado por outros seres, pois todo poder encanta. E não há uma referência de que a vida seja vivida em ciclos eternos… não podemos ser meras divisões de células neste macro e infinito universo.Nosso personagem,é na verdade um homem comum, destes que passam pela rua e se mistura entre a multidão de forma anônima. E talvez continuasse anônimo, se não houvesse um elo entre este mundo dos vivos e o mundo dos mortos, que em sua visão parecia ser algo cotidiano. Ver vultos, ter sonhos premonitórios, e ouvir vozes durante as noites, pode ser objeto de incompreensão até para quem é protagonista. Querendo conhecer seus limites e os abismos da alma, Lino Tavares, tenta na religião afro, entender os espíritos. Caminhou pelos corredores proibidos da umbanda, quimbanda e candomblé. Estudou magia em todos os livros disponíveis em bibliotecas, e por fim se formou
em psicologia. Pois ao seu ver era a ciência que estudava a alma.
Porém foi em contatos diretos que sentiu o perfume das flores do passado que ornamentavam as lembranças de casas e lugares que para muitos estavam vazios.Entre suas perguntas constantes, queria ir além dos limites do tempo e do espaço, e viajar pelos oráculos dos povos antigos. Teve contato com alguns ciganos, e deles herdou o direito a invocar os elementos da natureza. O fogo, a terra, o ar e a água,que constituíram o comprimento maior de seus ensinamentos. Ouvir os elementais, e aceitar que há guardiões em cada reino. E que estes guardiões são eternos, em relação a história da humanidade. Objetos sacros são manipulados com arte e são fragmentos de relatos de espíritos artesões. Todavia estes objetos não estão presentes a não ser em visões confusas que precisam ser interpretadas e entendidas. Athynir, é o nome de batismo dado por um destes mentores espirituais, que tanto se falam nos centros de mesa, à Lino. Segundo este espírito Athynir é o nome como os mortos o chamaram deste momento
em diante. Filho de uma mulher religiosa, que no passado foi freira, e conhecedora da liturgia católica, e depois foi iniciada no candomblé, e que por este passou rapidamente, mas deixou a herança ao seu filho, o qual estava em seu ventre quando iniciada. Lino é fruto do amor de Tilia e Tukin.
Tukin sujeito pacato, vindo do interior do Estado do Rio de Janeiro, respeita as orações dos caboclos curandeiros, que trabalhavam na fazenda de seu Pai. Esta miscelânea de informações modelou de forma eclesiástica o nosso personagem. Personagem este que adquiriu o direito de ir e vir pelos sonhos dos vivos e dos mortos. Athynir recebe instruções sobre a magia, tanto branca, quanto negra de almas que aflitas precisam de paz. E também incorpora um Cigano, Wladimir.

Wladimir

Este ser espiritual, de grande conhecimento da história da humanidade, passa a dirigir os feitos espirituais de Athynir. Porém há um limite entre Athynir e Wladimir, pois por precisar do corpo de Athynir para incorporar e fazer uso da palavra, aos seus novos discípulos, ou filhos de Santo de Lino.Wladimir revela aos poucos seu perfil de rei e líder cigano, cuja fama de mediador de conflitos rapidamente se espalhou, e por isto ganhou respeito e fortuna de outros povos. Forma-se um grande legado da alta magia.Considerado um salamandro, porque provem do clã cigano do cobre,(onde os homens aprendem a forjar os metais, mas, apenas fabricam utensílios e falsas jóias. Jóias estas que ornamentam a vaidade humana, sem desperta a ira da inveja e cobiça alheia – a beleza do ser humano é a vida e não meras jóias). Durante sua vida lutou por um grande amor chamado Rosa Dourada, que se encontrava eternamente doente. Era uma mulher frágil, que se feria ate com as palavras rudes que alguém lhe falasse.Wladimir ao contrário, gostava de festas, do bom vinho e da música do violino. Mas Wladimir sempre queria mais. O poder o fez ficar descontente, pois a cada dia via um novo obstáculo e com isso aprendeu todo o rito do desconhecido, através de suas viagens, se agrega junto ao clã do pensamento.Esta viagem o faz ver que o amor e a amizade possuem magia própria. Quando voltou viu que Rosa Dourada não estava mais ali, amargurado através de rezas, feitiços e conjuros ele garantiu que suas almas estariam sempre unidas pela força do fogo. Porém para que eles se encontrassem deveria se passar 100 anos. E assim um dia esta data chegou. Hoje Wladimir ainda viaja, atrás de seu grande amor, somando conhecimentos e ajudando os que partilham da alegria junto a ele, essa é uma das muitas lendas que fala sobre a origem de Wladimir reis dos ciganos. Através de Racan, Wladimir revela suas fases de vida. São 4 como a lua, os elementais ou as estações do ano:

-Há um momento inicial que ocorre em janeiro, na época de reis magos. Período de festas entre os ciganos, Wladimir é apenas um rapaz, imaturo, inocente, rebelde e que quer correr solto em busca da liberdade. Segue a estrela que surge nas noites indicando a soberania de um Rei maior.

-O segundo momento, Wladimir é jovem, tem o tom da beleza jovial em sua pele e se preocupa em viver vários amores e a liberdade libertina que só alguns pássaros conhecem. Viaja sem rumo e conhece vários povos, aprende observando e usa a força como expressão de sua presença.

-No terceiro momento, Wladimir é maduro e chamado para assumir a liderança de seu povo. É um adulto, que passa por um momento difícil e é acometido de forte mal de doença, seu povo esta apreensivo e ora por Santa Sara… Neste momento é dado a Wladimir, no momento moribundo entre a vida e a morte, o dom de ser mais que um rei dos ciganos, e passa a ser também o general dos exércitos dos ciganos mortos.

-No quarto momento, Wladimir retorna os caminhos que já caminhou, percebe que usou a força, quando poderia ter usado o conhecimento que renegava. Entende as fraquezas humanas e fortalece a união de seu povo e das religiões que o adotaram como uma entidade de luz.Wladimir na verdade é um cargo, um posto sacerdotal, litúrgico, que passa de gerações a gerações por escolhidos. Wladimir e Athynir, se completam e são parte integrantes desta história.Dois amigos.Um espírito e o outro um mero mortal. Entre os dois o abismo de não se encontrarem… um ouve e respeita o outro, através de recados ou dos oráculos das cartas, dos búzios e de intuições em sonhos. Nos sonhos eles se encontram. Mas não conseguem a sintonia suficiente para se falarem.Racan é peça importante deste jogo, pois consegue ouvir os dois, e integrar o silencio e a meditação. Também aprende e cresce como pessoa e líder espiritual. Embora não possa incorporar por ser um ogã, Racan precisa crescer rápido, pois é um adolescente, sem muita referência religiosa ate então.Recebe os primeiros ensinamentos e faz sua iniciação dentro do rito da magia.Recolhido e distante do mundo profano, Racan, é confinado aos seus pensamentos e vaga pela mansão da dúvida, acorrentado pela desconfiança e incerteza do futuro. A idéia de ser líder o fascina, e a responsabilidade pesa em seus frágeis 20 anos. -Para se ser líder é preciso entender o poder, o conhecimento da razão e a emoção ! Wladimir passa a ser o maior amigo de Racan.Um aprende com o outro. Se Racan, ainda jovem, curioso e faminto por conhecer o mundo dos espíritos e magia se alimenta em viagens, cujas imagens imagina acordado (pois perdeu o direito aos sonhos, quando sua mãe renuncia sua origem cigana). Sofre de insônia, toma diversos remédios para evitar convulsões e é argumentado por suas dúvidas entre o certo e o errado. Muitas das vezes bebia, tentando assim, através dos delírios recuperar a ingênua magia dos sonhos.De outro lado Wladimir, que conhecia bem os dois mundos, gostava de se ouvido, pois sabia, que os espíritos o ouviam como um rei e nunca se atreveriam a contraria-lo. Todavia Racan não o via como rei, mas sim como amigo e mentor. A amizade é o elo indissolúvel entre a vida e a morte, a amizade alimentava razões para que a fama de Wladimir fosse sempre de sabedoria, força e riquezas.

Racan (Filho do Rei)Nome de anjo, para um rebelde sem responsabilidades. A vida de Racan é monótona, compartilhada entre dormir e vagar pela internet, garoto problema que desbravava o mundo através dos olhos numa tela (mal do século).Racan um insano digital que sempre viveu rodeado de fios, softwares e placas, no mundo da tecnologia e da razão, quando se vê em situações que mudam seus conceitos, tenta explicar o inexplicável. Têm ele pequenos vícios que precisam ser vencidos para que atinja seu desejo de ser um líder espiritual. Empolgado, embalado pelas novidades que não consegue explicar, encontra em Wladimir o modelo de amigo, irmão ou pai. Visto Wladimir ter 4 fases diferenciadas, Racan acompanha cada fase e ao deparar com a fase da doença e da morte de Wladimir, reflete e se encontra em preocupações com o real e o irreal. A Relação de amizade entre os dois se mostra em partes iguais. Um como mentor e o outro como pupilo, onde Racan aprende artes mágicas. O passado apenas é uma referencia entre a juventude e a velhice. O grupo dos ciganos é vivido em magia. Guiado por seu amigo gitano viaja e consegue com êxito aprender e se destacar na terra dos seres elementais. Conselheiro, Wladimir antecipa o dia seguinte de muitos e esta é uma das frações do poder desejada por qualquer general. Seria para qualquer um, uma forma de fuga da morte. Porem Wladimir guarda este conhecimento para si.Mas,Racan aos poucos aprende tanto que recebe o direito de ser o pai ogã da casa. Entre os ritos de oferendas aos espíritos, começa a ter criticas sobre as religiões. Pois cada religião tem seu dogma, mas cada uma completa a outra. Nenhuma verdade é absoluta e definitiva. Esta relatividade temporal e espacial, é um marco inicial para a renuncia de velhos valores. Vendo tudo que se passava, muitos fatos no qual participava, começava a ver os mistérios que havia entre a vida e a morte, descobrindo que a magia estava na sua família a gerações. Ouvindo e observando, começou a elevar seu espírito evoluindo dia após dia desbravando um misterioso mundo onde poucos tiveram a oportunidade de presenciar.

A Viagem

Por motivos de trabalho, Lino e Racan, viajam para uma pequena cidade do interior. Em busca de sua independência econômica, eles tentam a sorte na Região Serrana.Instalados em um bairro que preserva a história, passam a ir a noite conhecer o local. A cidade é pequena, apenas 2 ruas cortam o vilarejo. Uma igreja e o cemitério compõem cenário rural. Por não haver tanto progresso o local é pousada de grandes lembranças. Lembranças estas vistas como flashes de um filme. O local chamado Banquete, é rico em vegetação e cortado por um rio. Há uma cachoeira que fica escondida no meio da mata e pouco conhecida. O local é frio o que faz a cidade ser um tanto deserta de noite.A relação de amizade entre Lino e Racan é de pai e filho… sem saber Racan acaba sendo o vinculo de atualização do mundo contemporâneo, pois Lino se isolou do mundo por falta de tempo para televisão e contatos sociais. Precisava recuperar a auto estima de ter de volta valores materiais, os quais perdeu, quando da doença fatal de seu irmão Cardam. Lino possui outro irmão, este rico e ganancioso desconhece a lealdade familiar, e se limita apenas a juntar patrimônios. Longe de casa as idéias se reorganizam… é hora de ir em busca das verdades interiores.Certo dia, ao saírem de noite foram ao cemitério. Para realização de um ato mágico no qual já estavam habituados, tratava-se de uma pequena oferenda a exu. Exu, é um mensageiro dos orixás… andaram pelas ruas vazias e obscuras do pequenos vilarejo até chegarem ao cemitério. Era noite de lua minguante, fazia frio e o deserto se justificava pela tristeza da noite. Ao abrirem a porta do cemitério acendem duas velas, uma em cada lado do portão, a luz formou um brilho intenso e Lino pede a Racan que suspenda o ato. Estava preservando e respeitando um culto que via acontecer no cruzeiro. Nisto chega um jovem rapaz, que lhe aponta o caminho de volta… Não há por que não aceitar o convite de se retirar, afinal eram estranhos, e não queriam causar polemicas. O jovem se chama Wallace e sai junto com eles.. diz ser evangélico e que as pessoas ali reunidas oravam por paz. O jovem caminha calado e se limitou a estas poucas frases. Entretanto haviam velas a serem acessas e Lino pede a Racan que as acenda na rua da igreja, do lado de fora, para que não faltassem com o compromisso com as almas. Wallace observa tudo e parece assustado….

Wallace

Wallace continua acompanhando Racan e Athynir, perto da ponte de um rio que corta a cidade, Wallace chora e diz que foi ali que ele morreu. Espanto de Lino e indiferença de Racan. Lino percebe que Racan não via Wallace, Lino comenta o fato com Racan, ele ouve o fato com um pouco de resistência a idéia de estar próximo a um ser que não se tratava mais de matéria física, Lino mostra onde racan estava, o local era no meio de um ponte localizada no centro vilarejo, ele estava sentado no beiral olhando para o rio. Racan se dirige ao local procurando um prova da existência da presença de energia metafísica naquele local, se achega ao beiral e começa a chamar o rapaz, olhando pro nada começa a se dirigir ao invisível como se estivesse conversando com alguém, naquele momento, Racan fica atordoado com a forte energia que é gerada pelo vento que começou derepente. Na mesma hora ele se encosta na ponte com uma série de arrepios que gelam sua espinha. Eles se sentam no banco da praça, e Wallace conta sua vida. Racan permanece curioso e atento ao relato de Lino. Wallace tem uns 16 anos, é magro, alto e triste. Embora seja um espírito Lino o vê como pessoa real. Isto gera dúvidas quanto a historia de Wallace. Como poderia um espírito se materializar daquela forma ?Wallace morreu em 1995, seu corpo foi achado no rio. Segundo ele, fora arrastado pela correnteza de uma forte chuva, que provocou enchentes, desmoronamentos e mortes naquele ano. Ao fim da noite, Wallace se afasta e com o mesmo mistério que chegou partiu….No dia seguinte Lino vai a administração do cemitério verificar se há alguma referencia a morte de Wallace. Racan, através da internet pesquisa nos jornais e acha uma pequena nota sobre um corpo não identificado achado após as fortes chuvas…No cemitério o coveiro, diz que há varias pessoas que são enterradas como indigentes todo ano, logo em seguida lembra de um caso que poderia ser o relato de Wallace. O coveiro pede para conversarem num bar em frente e pede uma pinga. Ele diz que acredita muito no espiritismo e que se tornou coveiro por missão. Relata que o respeito aos mortos devia ser maior. Conta parte da história de Wallace. Lino retorna para casa e a noite volta ao cemitério, desta vez sozinho… pois deseja poupar Racan, desta historia, que ate então era sem propósito.Ao chegar próximo avista Wallace…-Wallace era filho de um pastor, um radical líder evangélico, que repudiava qualquer outra religião. Austero este líder foi muito conhecido na região.Wallace guarda mistérios que não revelaria neste momento a ninguém…Durante alguns dias eles conversam diariamente todas as noites e criam vinculo de amizade.Wallace ainda será protagonista de tramas espirituais as quais não entende… A dúvida de Lino sobre a presença física de Wallace, também ocorre com Wallace, que por ter referência evangélica entre em conflito querendo a liberdade de sua alma aprisionada a lembranças e não podendo ser visto por mais ninguém.

São Cristovão

Durante anos este Santo Católico esteve em minha vida me protegendo. Considero São Cristovão meu padrinho e a Ele reverencio minha fé.

athynir onrjQuando você está dormindo alguém pesquisa na web sobre seus produtos. A internet é o meio mais dinâmico e fácil de realisar compras sem sair de casa. A qualquer hora, todos os dias sua empresa pode realisar novas conquistas e vendar para um mercado que não conhece crises. Afinal a web não tem fronteiras e isto projeta seus produtos para todo o Brasil e também para o mercado internacional. Várias empresas hoje preferem anunciar pela internet, pois o custo benefício é maior. Etão porque você ainda não estar na rede? Que tal começar por um banner em nossa home? Custa bem menos que um anúncio em qualquer jornal ou rádio e traz sempre supresas que farão você ter um site e uma loja virtual. Informe-se e-mail: athynir@zipmail.com.br – Cuidamos de todo projeto de sua home page, inclusive pesquisa de domínios e hospedagem.

22:02 (1 minuto atrás)

Onrj empreendimentos

Todos nós devemos ter sonhos.
Os sonhos alimentam a alma e fazem com que os dias sejam sustentados por esperanças. Acreditamos que há sempre uma nova oportunidade para quem insiste no seu sonho.
Neste intuito estamos sempre aqui na net divulgando nosso trabalho.
Divulgue este link :http://athynir.clickblog.com.br

22:02 (1 minuto atrás)

Olá mundo!

Bem-vindo. Conheça agora um pouco de história e fantasia sobre o personagem Athynir. Estamos no orkut. Procure nossa comunidade.Esta mão replesenta minha busca pela fé. Respostas que estão ocultas em vários oráculos.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: